Gil Vicente reintegrado na Primeira Liga em 2019/20

O Gil Vicente vai regressar à Primeira Liga na época 2019/2020. O clube de Barcelos chegou ontem a um entendimento com o Belenenses ‘apadrinhado’ pelo presidente da Liga de Clubes.
O acordo foi subscrito pelo presidente gilista, Francisco Dias, e pelo presidente da SAD do Belenenses, Rui Pedro Soares, bem como por Pedro Proença, presidente da Liga, que fala mesmo de “um acordo histórico que põe fim a um diferendo que durava há 12 anos”.
O presidente da Liga assinala “a notória boa vontade de ambas as sociedades desportivas” e adianta que a Liga “monitorizará todos os passos, de ora em diante, no sentido da resolução definitiva nas várias instâncias”.
O caso Mateus remonta a agosto de 2006, quando o Gil Vicente, depois de ter assegurado a permanência, foi despromovido administrativamente à Liga de Honra, atual Segunda Liga, por ter recorrido aos tribunais civis para contestar a decisao da Liga sobre a inscrição do jogador angolano.
A Comissão Disciplinar da Liga sancionou o clube de Barcelos com a descida de divisão, após queixa do Belenenses, que o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ratificou, impedindo ainda os gilistas de participarem na Taça de Portugal, assim como nos campeonatos de juniores e iniciados.
Em Maio do ano passado, o Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa deu razão ao Gil Vicente e decidiu que Liga devia integrar o clube na Primeira Liga. No entanto, o Belenenses recorreu da decisão para o Supremo, atrasando a reintegração dos gilista na Primeira Liga que, agora, com este acordo, sabe-se que irá acontecer em 2019.

Para o Gil Vicente ser reintegrado, na próxima edição da Primeira Liga vão descer três equipas.

Rádio Cávado Barcelos