Aterro sanitário em Paradela concluído em meados deste ano

O novo aterro sanitário em Paradela deverá estar concluído em meados deste ano, adianta a Resulima, entidade gestora do equipamento.
As obras, que têm o custo de dois milhões de euros, começaram em Setembro e têm como prazo de execução 240 dias.
O novo aterro do Vale do Lima e do Baixo Cávado vai substituir o que funciona em Vila Fria, Viana do Castelo, desde 1999. Está a ser construído numa área próxima à antiga lixeira de Laúndos, ocupando cerca de 12 hectares.
Segundo a Resulima, o novo aterro sanitário tem uma capacidade de receção de 800 mil metros cúbicos de resíduos.
O aterro sanitário do Vale do Lima e Baixo Cávado é gerido pela Resulima, sociedade que tem como acionistas as câmaras de Barcelos, Esposende, Viana do Castelo, Ponte de Lima, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez (detêm 49% do capital) e a Empresa Geral do Fomento (51%).
Rádio Cávado Barcelos