PS falha candidaturas em Vila Seca e UF de Alheira e Igreja Nova

1 year ago Autárquicas 20172
Afinal, o PS vai apresentar listas próprias a 51 juntas e não a 53, caindo Vila Seca e a União de Freguesias de Alheira e Igreja Nova. Miguel Costa Gomes sublinha que o PS apoia sete listas independentes, estando assim representado em 58 freguesias. O candidato do PS encara com naturalidade a coligação de direita apresentar mais candidatos: “Temos que perceber a circunstância atípica em que esta eleição é feita… O PSD sempre teve sempre mais facilidade em constituir listas porque, quer se queira, quer não, o concelho é sociologicamente social-democrata. Portanto, é natural que lhe seja mais fácil arranjar candidaturas. A questão é saber se são os melhores e, pelo que sei, muitos dos candidatos apresentados agora perderam as eleições em 2013. O PS em 2013 e em 2009 também não fez o pleno. Não vejo estranheza nenhuma, porque em terras como Macieira o Partido Socialista nunca apresentou listas. Nem em Vila Seca. A única – e que eu acho que foi uma maldade, no mínimo desonestidade política – foi a União de Freguesias de Alheira e Igreja Nova. Essa, sim, foi a única que falhámos, porque o militante responsável [João Martins, secretário da Assembleia Municipal] andou a enganar-nos até ao prazo limite e depois tomou uma atitude [integrou o Movimento Independente de Domingos Pereira], ele é que assume a responsabilidade disso”.
Rádio Cávado Barcelos