CDU apresenta programa eleitoral e volta a criticar posição do BE sobre a água

A CDU apresentou no arranque da campanha um programa eleitoral assente em seis eixos fundamentais, enumerados pelo Candidato à Câmara, Mário Figueiredo: “Água pública, direito dos trabalhadores, novo hospital, mobilidade, rio Cávado e participação popular. Seis eixos que consideramos os alicerces de uma estratégia política que implica o desenvolvimento social, económico, cultural e político do concelho de Barcelos”.

Mário Figueiredo acusa o PS de em dois mandatos não ter cumprido “praticamente nenhuma das promessas eleitorais”, considera que o independente Domingos Pereira representa “a falta de estratégia e falhanço político do PS” aponta o PSD como o “grande responsável político pelo atraso do concelho” e, por fim, acusa o Bloco de Esquerda de estar a colar-se às candidaturas de Domingos Pereira e do PS.

“O Bloco de Esquerda, como eu disse no debate na Rádio Cávado, ofereceu a noiva antes do pedido de casamento. Já se mostrou disponível para colaborar com essas duas forças políticas mesmo sem saber qual o quadro político que vai sair das eleições e sem dizer os limites para essa colaboração. E a questão da água é fundamental. É inacreditável como um partido político andou anos – e ainda hoje diz que defende a remunicipalização – mas é contra o resgate. Nesse aspeto, o BE até está a ultrapassar a candidatura independente, pois já vai afirmando que o resgate é impossível. É bom que se saiba que o Bloco de Esquerda defende uma parceria público-privada para água com a compra dos 75%”, conclui Mário Figueiredo.

Rádio Cávado Barcelos