PS impugna listas do movimento independente. Domingos Pereira diz que socialistas estão com “medo”

1 year ago Autárquicas 20178

 

 

 

 

 

 

O PS impugnou as candidaturas a 27 freguesias do movimento independente de Domingos Pereira. A candidatura socialista entende ser ilegal o Movimento Independente ter apresentado o mesmo mandatário em todas as listas. Domingos Pereira refuta as acusações de ilegalidade e adianta que o tribunal reconheceu a validade das listas: “Na quinta-feira de tarde fomos notificados para fazer alterações nas listas indicando no nome de cada candidato a dizer que aceitava que o mandatário era o que constava da lista e não o que indicávamos. À cautela fizemos isso, mas fizemos um requerimento ao juiz e o juiz revogou o despacho do colega do dia anterior. Deu-nos razão e admitiu que o nosso mandatário é-o para a Câmara, Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia”.

Miguel Costa Gomes afirma que a impugnação é uma situação normal e passa ao ataque: “O que não se entende é como uma pessoa que quer ser presidente da Câmara julga que com uma informalidade destas, grosseira, quer fazer com que a Justiça aprove uma coisa que é ilegal. A sra. juíza, e bem, notificou-os no sentido de corrigir, como a nós nos notificaram de questões de pormenor. É, portanto, um procedimento perfeitamente normal. Agora, alguém responsável que sabe qual é a formalidade de uma candidatura não pode nunca cometer um erro grosseiro do ponto de vista legal como foi cometido”.

Por seu turno, o ex-socialista e agora candidato independente responde que o PS está com medo: “Querem ganhar na secretaria aquilo que tem que ser ganho nas urnas. O PS em 2013 podia ter impugnado a candidatura do MIB porque não era permitido aparecer um símbolo, só agora é possível, e não o fizemos. As eleições devem se participadas, deve haver o maior número de participação de eleitores, de candidatos e nós não nos revemos nisto. Ficamos perplexos como é que o Partido Socialista em vez de se preocupar com as listas deles andam a pedir impugnação das nossas. É o medo, estão assustados, sabem que dificilmente vão ganhar as eleições. Nós vamos ganhar as eleições, estamos a crescer e eles queriam que não concorrêssemos”.

O movimento independente de Domingos Pereira concorre a 28 juntas. O símbolo do PS aparecerá nos boletins de voto de 51 freguesias.

Rádio Cávado Barcelos