Vasco Santos. Votação traz “responsabilidade acrescida” ao MAS

A candidatura surpresa destas eleições foi o Movimento Alternativa Socialista que obteve 943 votos. O candidato Vasco Santos mostra-se satisfeito pelo resultado e considera que este traz um acréscimo de responsabilidade ao partido: “Crescemos a nível eleitoral. As últimas eleições foram legislativas, foram diferentes, mas a votação total no concelho foi de 245 votos. Ou seja, houve um crescimento significativo de pessoas que confiam em nós e é um número que é expressivo para nós, até pelos meios de que dispúnhamos, totalmente diferente dos meios que as outras campanhas têm. Demonstra que conseguimos, mesmo assim, chegar a muitas pessoas e que muitas pessoas concordaram que é preciso, realmente, mudar a política. E acho que este voto é importante neste aspeto e dá-nos uma responsabilidade acrescida. Já agora, também fazer uma leitura: se a esquerda fosse unida, provavelmente o resultado para todos seria muito melhor”.
O PS voltou a ganhar a Câmara, mas perdeu a maioria absoluta. Miguel Costa Gomes obteve 31.687 votos (41,19%), a Coligação Mais Barcelos, 25.241 (32,81%) e o Movimento Independente Barcelos, Terra de Futuro chegou aos 13.769 (17,90%). O Bloco de Esquerda teve 1.413 votos (1,84%), o PCP 1.113 (1,45%) e o MAS, que se estreou nestas eleições autárquicas, angariou 943 votos (1,23%). Houve 1.670 votos em branco (2,17%) e 1.092 nulos (1,42%). A taxa de abstenção foi 28,31%, tendo descindo em relação às últimas eleições.
Ouça as declarações de todos os candidatos aqui.

Rádio Cávado Barcelos